Por que juventude é necessária para as empresas?

Por que juventude é necessária para as empresas?

A modernização não se faz apenas com a compra de novas tecnologias e o uso superficial delas

Diariamente algo novo é construído e, prova que, nos dias de hoje, não há mais margem ao impossível. Novas tecnologias e métodos são criados para melhorar o processo de empresas a fim de que elas não fiquem para trás perante as novidades da globalização para o mercado. Entretanto, esse é um processo difícil e exige pessoas capacitadas para desenvolvê-lo.

A modernização não se faz apenas com a compra de novas tecnologias e o uso superficial delas. Parte desde a contratação de funcionários que consigam acompanhar a evolução e tenham um pensamento a frente, até à adaptação dos colaboradores antigos aos novos métodos de trabalho. São necessárias adequações para que a instituição esteja apta a usar tal mecanismo, ainda mais quando se trata de implementar um novo sistema.

Nesse sentido, a inserção de jovens pode fazer a diferença na mudança de visão da empresa. Sendo preparados desde a universidade para acompanhar tudo de novo que o mundo tem a oferecer, as novas cabeças do mercado de trabalho precisam de oportunidades e experiência para desenvolver esse pensamento inovador. O intercâmbio de gerações se torna fundamental.

Apesar da importância, apenas 8,9% dos estudantes de ensino superior estão estagiando. A informação da Associação Brasileira de Estágio mostra que, mesmo com todos os recursos existentes hoje, as organizações não têm contratado pessoas em início de carreira. A falta de iniciativa das empresas pode prejudicar o desenvolvimento de possíveis empreendedores e bons colaboradores.

Com isso, é possível perceber que, ainda que possa ser a solução para diversos problemas, o potencial dos jovens não é explorado por falta de oportunidades. O atraso não só prejudica o desenvolvimento, como também o crescimento das empresas, que acabam demorando a integrar novos pensamentos em seus conceitos.

Hoje, ainda na universidade, os jovens têm acesso a novidades que o mercado está oferecendo e são moldados a pensar diferente de pessoas que estão no ramo há muito tempo. Ainda que inexperientes, eles contam com um leque de opções de aprendizado maior do que nunca. Além das aulas convencionais, os alunos têm a possibilidade de frequentar atividades extracurriculares, que vão desde palestras a tarefas com âmbito profissional. Ainda é possível ingressar nas empresas juniores, que oferecem aos estudantes situações reais do cotidiano da profissão, projetos de extensão, cursos dos mais diversos segmentos e contato direto com o propósitos pregados pelo movimento, que buscam contribuir para um Brasil mais empreendedor.

Infelizmente, as oportunidades oferecidas pelas universidades não são para todos. Em um país, onde o desemprego afeta 11,4% da população, os jovens passam a ser a solução. A educação se mostra como o antídoto para que o cidadão seja mais capacitado e ajude a mudar o atual cenário do País. Essa evolução não é boa apenas para as empresas que vão aderir grandes profissionais em suas instituições, mas também para o Brasil, que vai crescer junto com cada novo estudante formado.

Renan Nishimoto — Presidente Executivo da Brasil Júnior

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/por-que-juventude-e-necessaria-para-as-empresas

A importância da pausa para aumentar a produtividade

A importância da pausa para aumentar a produtividade

Não tem jeito, é preciso dar conta do trabalho e essa rotina maluca não é um ‘privilégio’ só seu

Com a correria do mundo corporativo, a sensação é que o trabalho está nos engolindo dia a dia.

Provavelmente, você chega no seu escritório em torno das 8h ou 9h, começa a trabalhar nos projetos, levanta para uma reunião, volta para a cadeira, conclui uma tarefa, sai para outra reunião, almoça na mesa ou engole a comida no restaurante, volta para o escritório e continua a jornada até o fim do dia, às vezes da noite…E mesmo assim, é comum ir embora com a sensação que produziu menos do que precisava.

Não tem jeito, é preciso dar conta do trabalho e essa rotina maluca não é um ‘privilégio’ só seu. Mas é preciso rever alguns pontos da organização do trabalho para ser mais produtivo. Porque vamos combinar que não adianta nada ficar tanto tempo na empresa e não ser produtivo, não é mesmo?

Faça intervalos

Uma dica que gosto de dar para minha equipe é: faça pausas. Mesmo que esteja muito atarefado, é preciso parar um pouco e espairecer. Às vezes, levantar para tomar um café, conversar cinco minutos com um colega ou folhear uma revista por alguns minutos é o suficiente para ativar a criatividade de novo e voltar a produzir melhor.

O assunto é tão sério que Travis Bradberrym coautor do livro Emotion Intelligence 2.0 fala em sua obra que não faz mais sentido trabalhar em blocos de oito horas. Para ele, é preciso parar 15 minutos a cada hora de trabalho. Este raciocínio está embasado em um estudo realizado pelo Draugiem, grupo de tecnologia da informação, que usou um programa de computador para medir quanto tempo os funcionários gastavam para cumprir diferentes atividades e o nível de produtividade. 
Foi constatado que o tempo total da jornada de trabalho não importava tanto, mas sim o modo como ela é estruturada.

Assim, os profissionais que paravam por curtos períodos de descanso eram muito mais produtivos do que os que trabalhavam por muito tempo, sem parar.

Fazer pausas na jornada de trabalho ajuda:

– reduzir o estresse
– aumentar a concentração
– ter mais criatividade
– tomar decisões mais assertivas

Claro que, como tudo na vida, é preciso ter bom senso e não abusar das pausas. Do contrário, o efeito acaba sendo inverso e aí sim você não consegue dar conta de tudo o que precisa entregar.

Mas com equilíbrio vale a pena fazer breves paradas ao longo do dia para descansar a mente e aumentar a produtividade. #Ficaadica

Braulio Lalau de Carvalho — CEO da Orbitall.

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/a-importancia-da-pausa-para-aumentar-a-produtividade

Como controlar o monstro da falta de tempo?

Como controlar o monstro da falta de tempo?

É possível fazer das 24 horas do seu dia o bastante para viver bem e resolver todos os seus problemas?

É algo que muitos de nós lidamos todos os dias, com frequência sem nem perceber: um sentimento de falta de tempo.

Conhecemos bem o sentimento de ter muito o que fazer mas não ter tempo o suficiente para terminar.

Isso é verdade não só no trabalho – onde temos muitos projetos, reuniões, emails, tarefas administrativas, ligações, requerimentos, mensagens – mas também nas nossas vidas pessoais. Queremos fazer exercícios, comer bem, meditar, aprender algo bacana, viajar, sair com os amigos, passar um tempo sozinho, fazer trilhas, ler um milhão de livros, cuidar das nossas finanças e afazeres, ficar por dentro dos podcasts e notícias e conteúdo online interessante e acompanhar quem a gente gosta e outras pessoas interessantes nas redes sociais, tudo isso enquanto buscamos espaço para contemplação e calma.

Ufa.

Como podemos dar conta de tudo isso em um tempo que é claramente limitado? Como podemos englobar tudo o que queremos fazer, sonhos, tarefas e afazeres em tão pouco tempo?

Uma solução é diminuir as tarefas: simplificar, cortar coisas da vida, fazer menos. Uma outra resposta é terceirizar: contratar um time, delegar tarefas. Todas essas são boas opções.

Mas para realmente controlar o monstro da falta de tempo é necessário uma mudança de pensamento. Temos que reconhecer o sentimento em vez de tentar estabelecer uma logística. Organizar a logística (os comos e os porquês) não irá mudar a sensação. Ela vai continuar ali até que a gente realmente lide com ela.

O que está acontecendo?

O problema não é o fato de termos pouco tempo – todos temos a mesma quantidade de tempo todos os dias e todas as semanas. É a quantidade certa de tempo, porque é a única que existe.

É possível que tenhamos coisas demais para fazer. No entanto, a verdade é que nós queremos fazer coisas demais no tempo que temos. A quantidade de coisas que temos pra fazer não é necessariamente a dificuldade, e se o tanto de coisas que queremos empurrar dentro do tempo que temos.

Nós queremos mais e mais, e não estamos satisfeitos em fazer aquilo que realmente dá pra fazer no tempo disponível.

Nós queremos mais, e o que temos nunca é o bastante. É essa insatisfação o verdadeiro problema. Nós rejeitamos nossa experiência e queremos mais.
No Budismo, isso se chama “ganância”. Eu não gosto desse termo porque soa julgativo, mas o fato é que nós simplesmente não nos satisfazemos com o que temos.
A resposta à ganância, de acordo com o Budismo, é generosidade. O que é, digamos, contemplar a maravilha do que nós já temos. Para ver a beleza profunda da experiência que estamos tendo agora mesmo. Para amar isso.

fonte:
https://administradores.com.br/artigos/como-controlar-o-monstro-da-falta-de-tempo

11 dicas essenciais de organização para ganhar produtividade no trabalho

11 dicas essenciais de organização para ganhar produtividade no trabalho

Ganhar produtividade no trabalho é o grande desafio para as pessoas que querem aumentar a eficiência na execução das tarefas diárias

Ganhar produtividade no trabalho é o grande desafio para as pessoas que querem aumentar a eficiência na execução das tarefas diárias.

Não existe uma receita mágica para ser um profissional que sabe lidar com suas obrigações, entretanto, há técnicas que podem ajudar a mudar as atitudes diante das prioridades, com isso, melhorar o seu desempenho e organizar tempo para tudo que precisa ser feito.

Quantas vezes você já disse ” Eu não tenho tempo”, na realidade, todos os dias essa frase é mencionada por alguém. Todavia, tempo, é uma questão de planejamento, organização e prioridade.

Com as dicas abaixo, você vai entender como é possível ganhar produtividade no trabalho e também, na sua vida pessoal. Confira:

1- Tenha uma mesa organizada

No meio da bagunça, fica muito difícil começar o dia com o pé direito. Tenha o hábito de deixar tudo organizado antes de ir embora, dessa forma, o seu dia já se inicia com uma atmosfera favorável.
Compre porta documentos, pasta para arquivos, porta canetas e deixa a mesa limpa, sem muitos papéis jogados e coisas bagunçadas.

Saiba onde estão as coisas, coloque etiquetas e esqueça aquele ditado “minha bagunça é organizada”. Isso não existe. Uma mesa organizada é aquela onde qualquer pessoa pode encontrar o que está buscando, como resultado também você economiza tempo para achar as suas coisas.

Pense nisso!

2- Anote todas as suas atividades do dia seguinte

Tire alguns minutos antes de finalizar o dia e anote o que você precisa fazer no dia seguinte. Pode ser em uma plataforma online ou em uma agenda.

Na psicologia, o ato de escrever em uma agenda pode ser mais eficiente para reduzir a ansiedade e depositar no papel as tarefas a serem feitas no dia seguinte. Além disso, elas ficam na sua frente e conforme são executadas, podem ser riscadas.
Pessoas produtivas anotam tudo em ordem de prioridade, dessa forma, é possível ter um norte à seguir durante o dia e você não ficará perdido.

3- Resolva um problema de cada vez

É sabido que nem sempre dá para fazer tudo em 8 horas de trabalho, no entanto, as prioridades devem ficar à frente. Do lado da anotação, estipule quanto tempo vai precisar para que essa obrigação seja resolvida. Tente encaixar no seu dia, o maior número de tarefas, desse modo, sua agenda nunca ficará cheia de pendências.

Uma dica importante é pegar uma atividade e parar somente quando terminar. Evite começar várias, para não ter o risco de não finalizar nenhuma no final do dia e ter a sensação de que seu tempo não foi suficiente.

4- Cuidado com as distrações

O maior obstáculo para ganhar produtividade no trabalho hoje em dia são as redes sociais e o celular. Infelizmente, a maioria das pessoas perdem muito tempo respondendo mensagens no whatsapp de cunho pessoal, vendo piadas e coisas que não agregam em nada.

Coloque no papel quanto tempo você perde com isso e estipule horários para checagem de email, aplicativos e redes sociais. O ideal é trabalhar por pelo menos 2 hora sem interrupções.

5- Imponha prazos para resolver suas tarefas

Análise em quanto tempo aquela atividade pode ser concluída, faça isso antes de iniciar. Desse modo, é possível traçar o plano de um dia inteiro. Não deixe nada inacabado para o dia todo.

Seja realista, se uma tarefa levar 2 horas, não tente terminar em 20 minutos.

Pense na qualidade que vai entregar. Mas entenda a necessidade de pensar nos prazos e no tempo para execução.

Tenha foco, se concentre e não perca a noção do tempo.

6- Faça pausas entre as atividades

Estipule que a cada 2 horas de trabalho você vai levantar, dar uma volta, tomar um cafezinho ou checar seus emails e redes sociais.

Desse modo, você cria um hábito de trabalhar até concluir uma atividade e alivia o estresse nessas pausas.

Paradas de 15 minutos são benéficas para o recomeço de uma nova atividade, a mente fica mais limpa do assunto anterior e o corpo mais relaxado. Portanto, use-a a seus favor.

Mas, cuidado, as pausas são para ajudar e não distrair a sua mente por muito tempo. Até ela deve fazer parte do seu planejamento.

7- Avalie o que te atrapalha

Tem pessoas que não conseguem riscar nada da agenda no final do dia, nesse caso, é fundamental identificar o que está impedindo que o fluxo de trabalho seja levado adiante.

Muitas vezes é a falta de organização, distrações ou até mesmo, falta de autonomia para dar a canetada final.

Elabore um projeto para definir o que deve ser feito para mudar esse cenário, caso contrário, será impossível ganhar produtividade no trabalho.

8- Não adie as obrigações

Quanto antes resolver um problema, melhor.

As pendências prejudicam a rotina laboral, portanto, seja eficiente. A procrastinação nada mais é que ” esconder os problemas na gaveta”.

Cuidado, pois a cada dia que passa esse problema pode crescer e se tornar gigante podendo atrapalhar outros setores.

Seja um facilitador, resolva os problemas e tenha uma meta para isso. Não se permita manter tarefas por muitos dias na sua agenda.

9- Aprenda a delegar tarefas

Nem sempre é possível ” abraçar o mundo”, todos os profissionais possuem limitações, portanto, não tenha medo de dizer o que pode ou não fazer.

Compartilhe isso com a equipe, não se sinta sobrecarregado, isso não é benéfico para o profissional e nem para a empresa, uma vez que centralizar os problemas é um grande risco para a companhia.

O ideal é incentivar o trabalho em equipe, muitas vezes a gerência não está vendo quais os profissionais estão sobrecarregados, por isso, é importante dialogar e expor isso nas reuniões.

10- Organização nem sempre tem relação com rapidez

Cuidado, fazer as coisas muito rápido pode comprometer a qualidade do que você vai entregar.

O segredo está na organização e foco. Essas ações reduzem o estresse, favorece a gestão do tempo e aumenta a criatividade.

Já existem alguns aplicativos que podem ajudar a estabelecer a rotina de trabalho e criar pausas necessárias, alguns deles são: Clear Focus e Neo Triad.

11- Cuide da sua saúde

Na sua rotina, arrume tempo para fazer atividade física e cuidar da alimentação, não há como ganhar produtividade no trabalho quando a saúde pede socorro.

Uma pessoa com boa saúde reflete auto confiança e não vive estressada, além disso, fica de bem com a vida, o que favorece a criatividade e a força de vontade de dar o seu melhor.

Essas dicas podem ser empregadas na vida pessoal, todos precisam se dedicar igualmente nesses dois setores da vida para ser feliz.

fonte:
https://administradores.com.br/artigos/11-dicas-essenciais-de-organizacao-para-ganhar-produtividade-no-trabalho

6 dicas para desenvolver suas habilidades sociais

6 dicas para desenvolver suas habilidades sociais

As habilidades sociais nos permitem conhecer mais pessoas, conhecer novas ideias e trabalhar para que possamos crescer por meio disso

As habilidades sociais são uma das mais fáceis de reconhecer em qualquer pessoa, mas uma das mais difíceis de se conquistar.

Sempre que vemos alguém com facilidade de interagir, de passar sua mensagem e promover outras ideias, nós pensamos que eles são pessoas que nasceram com um dom incrível. Nada disso!

Essas pessoas treinaram suas habilidades sociais a tal ponto que são capazes de conversar com diferentes pessoas em diferentes públicos. Eles entenderam como funcionam as relações sociais e usam isso para se destacar.

As habilidades sociais nos permitem conhecer mais pessoas, conhecer novas ideias e trabalhar para que possamos crescer por meio disso. As relações humanas são parte essencial de nosso desenvolvimento. Elas formam grandes líderes, profissionais e personalidades marcantes. Por isso que essas habilidades são tão importantes.

Como desenvolver habilidades sociais

Como eu acredito que as habilidades sociais são obrigatórias em qualquer área de atuação e importante para a vida, eu separei seis dicas para desenvolver as suas e aplicá-las em todas as situações:

1 – A emoção é muito maior que a razão

É muito mais fácil você conseguir convencer alguém através dos sentimentos do que da lógica. Sempre aposte nos valores emocionais ao invés do raciocínio lógico. Um coach de emagrecimento, por exemplo, não foca em quantos quilos seus clientes perderão, mas em como eles ficarão mais felizes.

2 – Sabia com quem está falando

Quando você sabe quem é o seu ouvinte, é muito mais fácil acertar a comunicação. Um empresário jovem da tecnologia pensa muito diferente de um empresário varejista, por exemplo. Aposte no conhecimento do seu público.

3 – Aprenda a ouvir

Ouvir pode ser muito melhor do que falar. Isso porque é mais fácil ter uma boa comunicação ouvindo do que falando. As pessoas sentem-se bem e acolhidas quando estão sendo ouvidas. Isso te permite criar uma ligação pessoal com elas e ainda fazem conhecer melhor o seu público.

4 – Mostre que é possível ganhar algo

Se você está oferecendo um serviço para alguém, por exemplo, mostre o que ele ganha. Um coach de beleza não oferta coach de beleza, ele oferta melhorias na aparência de seus clientes. Ele oferece uma vida sentindo-se bem, sendo uma pessoa mais bem vestida, etc.

5 – Conte uma história

Quem não gosta de uma história? Que não tem história para contar? Pois, é! Todo mundo adora histórias e todos têm histórias. Conte-as sempre que possível. As histórias fazem com que você se interesse mais e entenda melhor a mensagem.

6 – Esteja 100% presente

As distrações causam ruídos nas comunicações e podem atrapalhar suas habilidades sociais. Evite o uso de celulares, computadores e outros aparelhos que possam desviar sua atenção e causar ruídos na comunicação.

Use essas seis dicas que te ensinei a todo momento. Seja em casa, nos estudos, com clientes, na rua. Não importa onde você esteja, use essas seis dicas. Assim, as habilidades sociais se tornarão naturais para você.

Wilton Neto — Máster coach trainer, palestrante e mentor da área de desenvolvimento humano.

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/6-dicas-para-desenvolver-suas-habilidades-sociais

Gestão de mudanças: como lidar com as transições de vida e de carreira

Gestão de mudanças: como lidar com as transições de vida e de carreira

Ter consciência de que as mudanças não são emocionalmente processadas de imediato é essencial para nos mantermos objetivos e serenos

Já escutei muitas vezes frases como: “adoro mudanças” ou “eu não tenho problemas para mudar, sou muito flexível”. Certamente existem pessoas com mais flexibilidade emocional, o que permite que se adaptem a mudanças com mais facilidade do que outras. Mas em geral, a mudança é desafiadora por isso é preciso falar sobre gestão de mudanças.

Nosso cérebro foi projetado para economizar energia, mas em um processo de transição exige-se um aumento de gasto energético.

Isso, por si só, já explica o desafio de mudar. A Gestão de Mudanças é fundamental para as fases de transição. De qualquer modo, é possível adotar algumas medidas e hábitos que nos ajudem a lidar com as transições de vida e de carreira de forma mais leve e descomplicada.

Algumas dicas sobre Gestão de Mudanças para enfrentar as transições de vida e de carreira:

DICA 1: Concentre-se nos ganhos

Para que possamos enfrentar as mudanças de forma saudável, é essencial conhecer e concentrar o foco de atenção nos ganhos que serão obtidos a partir dela.

Faça uma lista do que você tem a ganhar com a mudança e todos os benefícios e oportunidades que você enxerga.

DICA 2: Seja grato ao seu passado

Ficar remoendo as perdas não é a melhor saída. Muito pelo contrário, é importante honrar o passado, reconhecendo tudo o que você conquistou até aqui.

Se a mudança a que se refere é uma mudança de emprego, liste as razões que você tem para agradecer o seu emprego anterior: os colegas que conheceu, os salários que te possibilitaram comprar tantas coisas, viajar, sustentar a família, etc; as oportunidades de crescimento que você obteve.

A gratidão estimula a liberação de dopamina, neurotransmissor essencial para o nosso bem estar e ainda mais essencial em fases desafiadoras.

DICA 3: Demonstre otimismo e bom humor

Por mais difícil que pareça, busque formas de demonstrar otimismo e de cultivar o bom humor. Cuide das palavras que saem de sua boca, para que sejam leves e positivas.

Cuide também de sua postura física e de sua expressão facial. Discipline-se a sorrir nas mais diversas situações.

O sorriso envia mensagens para o cérebro de que você está bem; essas mensagens podem te ajudar a mudar o seu estado emocional.

Nosso corpo é todo interligado: pensamentos, sentimentos, palavras, comportamentos, hábitos, posturas, estados fisiológicos. Lembre-se disso.

DICA 4: Seja gentil consigo mesmo

É comum, em momentos de transição, acionarmos o “crítico” que existe em nós, culpando-nos por tudo aquilo que não está bom ou que contribuiu para o momento de transição. Por isso, não dê voz a esse crítico sabotador.

Culpar-se pelo que quer que seja não ajuda em nada; muito pelo contrário, só causa empecilhos e aborrecimentos em fases de mudança.

Você é a peça fundamental no processo da gestão de mudanças por isso aceite que é um dia de cada vez.

DICA 5: Compreenda que há um tempo para tudo

As mudanças respeitam um ciclo que é mais ou menos assim: inicialmente negamos as mudanças (fase da negação); em seguida, ficamos com raiva e ressentidos com as causas ou desdobramentos da mudança (fase da raiva); na terceira fase começamos a negociar com a gente mesmo e com os outros (fase da barganha); em seguida, começamos a ficar melancólicos e um tanto quanto depressivos (fase da depressão); e por fim, compreendemos que a mudança veio para ficar e começamos a aceitá-la (fase da aceitação).

Ter consciência de que as mudanças não são emocionalmente processadas de imediato, é essencial para nos mantermos objetivos e serenos.

Há um tempo para tudo, compreenda e aceite este fato. De qualquer modo, mantenha-se sempre em movimento. Aceitar que existe um tempo para tudo não nos isenta de nossa responsabilidade em fazer a mudança acontecer, um passo de cada vez.

Renata Aranega — Co-fundadora da Cicclos, especialista em Inteligência Emocional, Consultora de RH e Facilitadora de Treinamentos. Experiência de mais de 13 anos em desenvolvimento Humano e Organizacional (DHO). MBA em Gestão Empresarial (FGV), Especialização em Marketing (FGV), Especialização em Brain Based Coaching Skills (Neuroleadership Institute). Analista comportamental DISC. Certificação em EQI 2.0, ferramenta canadense que mapeia a inteligência emocional.

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/gestao-de-mudancas-como-lidar-com-as-transicoes-de-vida-e-de-carreira

Liderança feminina: conheça 8 mulheres que se destacaram como líderes

Liderança feminina: conheça 8 mulheres que se destacaram como líderes

No mundo, elas ocupam cerca de 24% dos cargos mais altos, segundo a consultoria Grant Thornton

De acordo com a pesquisa Panorama Mulher, realizada pela empresa de recrutamento Talenses, apenas 18% das empresas brasileiras são comandadas por mulheres. Mesmo sendo um número baixo, a liderança feminina tem crescido nos últimos anos, acompanhando uma tendência mundial.

De fato, a consultoria Grant Thornton aponta que no mundo, elas ocupam cerca de 24% dos cargos mais altos. Muitas dessas mulheres, inclusive, tornaram-se conhecidas pela capacidade de gestão e inovação em diversas áreas.

Do setor de tecnologia à política, algumas mulheres servem de verdadeiro exemplo de superação e quebra de barreiras.

1. MARY BARRA, CEO DA GENERAL MOTORS

Há mais de 4 anos, a administradora Mary Barra aceitou o desafio de ser a primeira mulher a liderar uma montadora de automóveis. Se não bastasse estar num universo tradicionalmente masculino, ela ainda conseguiu recuperar a empresa após um recall de 30 milhões de veículos.

Não foi por acaso que ela chegou ao cargo de direção da GM. Mary está na empresa há 36 anos, com uma carreira sólida e bons resultados. Entre eles, está o trabalho de melhorar as vendas internas nos EUA e com um bom crescimento nos mercados europeu e chinês. Mas não pense que a executiva se conformou com o topo: ela planeja desenvolver pesquisas de veículos mais sustentáveis, entre outras inovações.

2. SHERYL SANDBERG, COO DO FACEBOOK

Sandberg não se destaca apenas por ser a diretora de operações (Chief Operating Officer) de umas das maiores empresas globais. Ela também representa a organização na luta pela igualdade de gênero no ambiente de trabalho.

Em 2015, por exemplo, ela doou 31 milhões de dólares em ações do Facebook a instituições sem fins lucrativos que lutam pelo empoderamento feminino. Também viaja pelo mundo todo advogando pelos direitos das mulheres.

3. PAULA PASCHOAL, CEO DO PAYPAL NO BRASIL

Depois de 7 anos trabalhando na empresa de pagamentos online PayPal, Paula Paschoal foi chamada para assumir a direção da organização. Isso depois de passar pelo maior desafio na vida de muitas mulheres: ser mãe.

Logo em um momento de expansão das operações do PayPal em 2014, ela ficou grávida. No entanto, em vez de ser prejudicada na carreira, como acontece com muitas mulheres, ela foi promovida logo que voltou da licença maternidade. Uma demonstração de que é possível sim conciliar o sucesso profissional com a vida pessoal ? basta a boa vontade das empresas.

4. PAULA BELLIZIA, CEO DA MICROSOFT BRASIL

Você deve conhecer bem a Microsoft, uma das maiores empresas do mundo. No entanto, precisa saber também quem é Paula Bellizia, brasileira que se destaca como liderança feminina na área de tecnologia. Depois de 10 anos de carreira como executiva na Microsoft e outros 2 na Apple, ela foi escolhida para liderar a Microsoft Brasil.

Mas não é só na tecnologia que ela se sobressai. Paula também coordena ações dentro da companhia voltadas para a maior diversidade no meio corporativo e a participação das mulheres no meio. Um exemplo é a campanha #MeninasPodemProgramar, que incentiva a presença feminina em áreas científicas e tecnológicas.

5. NADINE GASMAN, REPRESENTANTE DA ONU MULHERES NO BRASIL

A médica Nadine Gasman é mestre em saúde pública pela Universidade de Harvard. Também é doutora em gerenciamento de políticas públicas pela Universidade Johns Hopkins. Com um currículo recheado de importantes trabalhos pelo mundo, a mexicana se destaca como uma importante liderança feminina.

Agora ela chefia a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) no Brasil. A organização é uma divisão voltada para promover a igualdade de gênero, o fim da violência doméstica e outros problemas que afetam tantas mulheres brasileiras.

6. CHIEKO AOKI, FUNDADORA E PRESIDENTE DA BLUE TREE HOTELS

Praticamente uma cidadã do mundo, Chieko Aoki nasceu no Japão, foi naturalizada brasileira, é formada pela Universidade de São Paulo (USP), mas se especializou na área hoteleira nos Estados Unidos. É fundadora da rede de hotéis Blue Tree Hotels, que também inclui restaurantes e um serviço de buffet para grandes eventos.

Além disso, Chieko ainda encontra tempo para participar do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), do LIDEM (Lide Mulher), da Academia Brasileira de Eventos e do Conselho de Empresários da América Latina (Ceal). Só mesmo um grande exemplo de liderança feminina para dar conta de tanto trabalho, não é mesmo?

7. BELINDA JOHNSON, COO DA AIRBNB

A Airbnb é considerada hoje uma das empresas mais inovadoras do mundo, principalmente na área de turismo e hotelaria. E boa parte desse reconhecimento se deve ao trabalho da diretora de operações Belinda Johnson. Quando entrou na organização, em 2011, teve que lidar com diversas batalhas legais, em grande parte por processos de hotéis e outros negócios mais tradicionais.

O esforço valeu a pena. O serviço online de hospedagens era, então, avaliado em 1 bilhão de dólares. Agora, tem um valor de mercado de mais de 30 bilhões, com mais de 5 bilhões em patrimônio.

8. ANGELA MERKEL, CHANCELER ALEMÃ

Para terminar a nossa lista, trazemos a mulher que pode ser considerada a mais poderosa da atualidade. Afinal, Angela Merkel lidera a Alemanha, maior economia europeia e uma das maiores do mundo, desde 2006. É a primeira chanceler alemã, cargo mais alto do governo do país.

Mesmo tendo sido reeleita duas vezes, não pense que a trajetória dela tem sido fácil ? Merkel diariamente enfrenta desafios internos e externos. De qualquer forma, com pacotes de subsídios e estímulos econômicos, conseguiu retirar a Alemanha de uma longa recessão e superar a crise de 2008, fazendo com que o superavit passasse de mais de 12 bilhões de euros.

Todos esses exemplos de liderança feminina mostram que é possível fazer sucesso na carreira profissional, ainda que o caminho para isso seja um grande desafio. As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço no meio corporativo, mas ainda existem muitos entraves a serem superados. De qualquer forma, que essas histórias sirvam de inspiração para que você persista nos seus sonhos.

Luciana Gallo — Diretora financeira da Cesta Nobre.

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/lideranca-feminina-conheca-8-mulheres-que-se-destacaram-como-lideres

11 hábitos de mulheres bem sucedidas

11 hábitos de mulheres bem sucedidas

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Ultimamente venho contemplando o que significa ser bem-sucedido e, mais especificamente, se há hábitos de mulheres bem sucedidas que podem ser replicadas. Será que o sucesso significa um emprego com alto salário? Talvez possuir sua própria casa …? Executando seu próprio negócio…? Talvez bem sucedido é ter uma família feliz e saudável? Ou talvez seja tão simples quanto ser feliz quando você coloca sua cabeça em seu travesseiro à noite …

Seja qual for o meio de sucesso para você, descobri que há definitivamente hábitos específicos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso e ajudá-los a criar esse sucesso em suas vidas profissionais e pessoais.

1 – Cuidado com o tempo próprio

Com horários repletos de reuniões e partidas de futebol infantil, uma mulher de sucesso sabe seu próprio valor e sabe que precisa de tempo para rejuvenescer e se concentrar apenas em si mesma.

Você não pode cuidar de todos os outros e de todo o resto se não se cuidar primeiro, e uma mulher bem-sucedida não apenas sabe disso, mas também a coloca em prática.

Pode ser uma simples viagem ao salão ou um banho relaxante em casa, conversar com os amigos ou ter um tempo dedicado sozinho. Talvez ela possa até mesmo gostar de dar uma volta sozinha de manhã, a chave é que ela planeja algum tempo em algum lugar para si mesma e faz acontecer.

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?Salve 

2 – Ela desafia a si mesma

Uma mulher de sucesso não descansa na monotonia do seu dia a dia. Ela está sempre procurando maneiras de se desafiar e não se torna complacente.

Isso pode ser feito de várias maneiras. Ela pode desafiar-se intelectualmente, fisicamente, mentalmente … Ela pode estabelecer metas e depois empurrá-las um pouco mais alto. Ela não está bem com a média e adora uma oportunidade de aprender algo novo.

O ponto é que ela está sempre se desafiando para alcançar mais, aprender mais e se tornar uma pessoa melhor para isso.

3 – Ela se educa

E não quero dizer que ela tenha que ter um diploma universitário. Conhecimento é poder e uma mulher bem-sucedida sabe que precisa ser educada . Seja nos negócios ou no dia-a-dia, uma mulher de sucesso pesquisa, lê e faz perguntas.

Ela sabe que todos que ela conhece sabem algo que ela não conhece. Ela sabe que nunca saberá tudo o que há para saber, mas pode alegremente se tornar bem versada em muitas áreas diferentes.

Ela não precisa ser uma especialista, não precisa saber tudo, mas adora aprender e, quando não sabe alguma coisa, ou não entende alguma coisa, ela se esforça para se educar. .

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?Salve 

4 – Ela entende culpa de múmia e culpa da mulher em geral, reconhece-a e segue em frente

A culpa da mamãe é algo com o qual vivemos todos os dias. Nós nos sentimos culpados se vamos ao trabalho, nos sentimos culpados se ficamos em casa, nos sentimos culpados por quase tudo. Mas precisamos reconhecer que nos sentimos assim porque queremos o melhor para nossos filhos, para nossas famílias e para nós mesmos.

A culpa é uma daquelas emoções inúteis que não servem a nenhum propósito positivo. A única coisa que faz é aumentar a ansiedade e nos faz sentir mal – não há como vencer a culpa como uma emoção.

Uma mulher de sucesso sabe disso. Isso não significa que ela é sem culpa, significa que ela entende isso, reconhece as emoções que tem ao redor, e segue em frente.

5 – Ela sabe que saudável não significa sempre ir ao ginásio

Saudável não é apenas exercício e ingestão de alimentos . Saudável é uma mentalidade, é sobre toda a nossa vida. Abrange tudo o que fazemos todos os dias. Uma mulher de sucesso sabe a importância de sua saúde e faz disso uma prioridade.

Ela nutre seu corpo com boa comida (afinal, os abdominais são feitos na cozinha), mas não se sente culpada (veja acima) se ela escolhe bolo.

Uma mulher de sucesso tem mente e corpo saudáveis e compreende a conexão entre os dois.

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?Salve 

6 – Ela é financeiramente experiente

É de vital importância saber os meandros de suas finanças, para estar no topo de sua situação financeira. Mulheres bem sucedidas são bem sucedidas porque podem gerenciar as áreas importantes de suas vidas. A estabilidade financeira é uma parte tão grande da vida – e isso não significa que você tem que ganhar um cheque de seis dígitos.

Uma mulher de sucesso não apenas segue os conselhos financeiros às cegas. Ela é educada e confiante em suas próprias finanças pessoais e é capaz de tomar decisões financeiras com facilidade.

Ela nunca se surpreende com dinheiro, nunca tem um projeto inesperado e compreende totalmente de onde vem todo o seu dinheiro.

Ela está confiante no controle de suas finanças.

7 – Ela sorri

Nenhuma cadela de repouso enfrenta aqui. Você percebe o quão diferente você se sente ao sorrir? E quando você sorri para outra pessoa? Eu desafio você a sorrir para um completo estranho hoje. As chances são de que eles vão sorrir de volta. Isso significa que seu sorriso apenas fez alguém sorrir. Isso é muito poderoso.

Mulheres bem sucedidas conhecem o poder de um sorriso e o usam. Uma mulher de sucesso sabe que todos nós nos tornamos mais amigos neste mundo sendo amáveis e sorridentes, nossas mães nos ensinaram isso.

Ela também sabe que isso não significa que ela tenha que ser uma esposa sorridente de Stepford. Trata-se de compartilhar seus sorrisos genuínos com o mundo e garantir que sua felicidade seja importante em sua vida.

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?Salve 

8 – Ela pode se afastar de seu trabalho e ter uma vida fora do seu local de trabalho

Uma mulher de sucesso sabe que o trabalho não é tudo, o tempo todo. Claro, há momentos em sua vida quando o trabalho precisa vir primeiro e tudo bem – mas ela sabe que pode se afastar e está tudo bem. Ela pode mudar o trabalho, se afastar e se divertir.

Ela também garante que ela tem independência financeira de seu trabalho e não depende inteiramente dela para sua renda. Se ela tem um lado de fora, ou um ‘plano de fuga’ de seu trabalho, ela sabe que estar preparado e nunca precisar do plano será muito melhor do que não se preparar e ser pego de surpresa.

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?Salve 

9 – ela define metas e métodos para manter o controle deles

‘Um objetivo sem um plano é apenas um desejo.’ Uma mulher de sucesso sabe onde ela quer estar e tem um plano de como chegar lá. Ela estabelece metas para si mesma e põe em prática um plano de ação para atingir esses objetivos. Ela mede seu sucesso, reavalia e define mais metas.

Seus objetivos não são apenas de carreira ou de negócios. Ela cria metas em todos os aspectos de sua vida, desde suas finanças até sua saúde. De suas realizações pessoais até a marcação de sua lista de desejos. Uma mulher de sucesso sabe a importância dos objetivos e como usar o efetivamente.

10 – Ela comemora as vitórias, grandes e pequenas

Uma mulher de sucesso sabe a importância de celebrar as vitórias. Alguns dias que podem ser tão simples como marcar itens da lista de tarefas ou tão grandes quanto atingir seus objetivos principais – de qualquer forma, ela sabe que celebrar as vitórias ajuda a mantê-la motivada e motivada.

Ela também sabe que celebrar vitórias com comida não é a resposta para um estilo de vida saudável.

Em vez de comprar o que quiser, sempre que quiser, uma mulher de sucesso usa as coisas que deseja como incentivo para atingir seus objetivos. Quer comprar o mais recente relógio da Apple? Claro, quando você terminar esses itens fora de sua lista de objetivos.

Seja qual for o meio de sucesso para você, existem certos hábitos de mulheres de sucesso que os ajudam a alcançar seu próprio sucesso. Quais hábitos você tem?

11 – Ela ajuda os outros através de atos desinteressados de bondade

A velha ideia de precisar ser implacável para ter sucesso desapareceu há muito tempo. Uma mulher de sucesso devolve, ela dá e não espera nada em troca. Ela sorri para os outros, ela ajuda os outros e ela é gentil.

Maria Cristina Boner Leo — Professora, ex-funcionária pública e empreendedora.

fonte:
https://administradores.com.br/noticias/11-habitos-de-mulheres-bem-sucedidas